Howard Schultz é CEO de uma das companhias mais famosas do mundo, a Starbucks. Graças a administração e empenho de Howard que a tão famosa Starbucks ficou mundialmente conhecida e difundida.

Howard Schultz nasceu em 1953 no bairro de Brooklyn, Nova York, onde passou a sua infância em casas financiadas pelo governo. Quando tinha apenas 7 anos de idade seu pai, se machucou quebrando o tornozelo ao trabalhar como motorista de caminhão. Logo a sua família ficou sem o único sustento.

Quando ingressou no segundo ano do ensino médio, entrou para o time de futebol americano e ganhou uma bolsa de estudos para estudar na universidade de Northern Michigan University, onde começou a cursar bacharel em comunicação.

No decorrer do seu curso, Howard percebeu que não iria mais seguir a carreira de jogador de futebol, então para continuar cursando comunicação, começou a trabalhar em diversos lugares, trabalhou até como bartender em um centro de esqui.

Quando se formou, passou em um processo seletivo e começou a trabalhar na Xerox como trainee da equipe de vendas e comunicação, ficou um certo tempo trabalhando na Xerox, mas ainda não se sentia realizado com a função que exercia, percebeu que ali ele não teria uma possibilidade de crescimento, pois era uma empresa muito consolidada e estruturada.

Então saiu da Xerox e começou a trabalhar em uma loja de ferramentas chamada Hammarplast, onde  iniciou  sendo um simples vendedor e subiu até o cargo de vice-presidente e gerente geral.

Um dos maiores clientes da empresa Hammarplast era uma loja de café chamada Sturbucks, a cafeteria chamou a atenção de Howard quando fez uma encomenda de várias máquinas de café.

Em 1981 entrou na primeira loja de café da companhia e encontrou-se, então, com os então donos da empresa, Gerald Baldwin e Gordon Bowker. Howard ficou tão admirado com a cafeteria que insistiu quase todos os dias aos donos, para que ele pode-se trabalhar na cafeteria.

Starbucks_Logo_Hi-res

Quase um ano depois, ele conseguiu iniciar os trabalhos na empresa Starbucks como diretor de vendas e de marketing. Nesse momento a Starbucks, tinha apenas 3 empresas.

Em uma visita a Milão, Howard visitou lojas de café onde os donos conheciam os clientes pelo nome. A cultura italiana ao redor de uma xícara de expresso o inspirou e ele quis levar esse clima para sua terra natal, onde ninguém tinha ouvido falar de um café latte e cappuccinos eram novidade. A sua ideia, no entanto, foi rejeitada pelos donos da rede de café.

Em 1985, Schultz deixou o Starbucks para abrir sua própria companhia de café, chamada Il Giornale. Para levantar o dinheiro necessário para tirar sua ideia do papel, ele falou com 242 pessoas e ouviu não 217 vezes, mas não desistiu das duas ideias inovadoras e diferentes para a época.

Dois anos depois, quando a Starbucks enfrentou dificuldades financeiras, os donos procuraram Schultz para oferecer a companhia. Ele então comprou a Starbucks e suas 6 lojas por US$ 3,8 milhões e se tornou o CEO.

Em 1992, a empresa  já possuía 165 lojas que faziam um sucesso estrondoso, eles arrecadaram $93 milhões em receita naquele ano. Em 2000, a Starbucks tinha crescido para uma operação global de mais de 3500 lojas e $2,2 mil milhões de receitas anuais.

E aí o que achou da história de persistência do grande Howard Schultz, que mesmo na dificuldade persistiu com os seus planos e metas.

Beijaflor

www.nxfacil.com.br

Marketing