Basicamente o fluxo de caixa ou em inglês Cash Flow é um instrumento de gestão financeira que realiza o controle das movimentações financeiras (entradas e saídas de recursos financeiros) de uma empresa, em um determinado período de tempo.

Simples, não?

O fluxo de caixa nada mais é do que o controle do que entra e do que sai, em valores monetários, de sua empresa em um determinado período.

Quando usar?

Por ser um instrumento de gestão financeira, o fluxo de caixa deve ser utilizado diariamente por qualquer empresa (ou até mesmo profissionais autônomos).

Afinal, só assim será possível ter conhecimento do fluxo de dinheiro que entra e o que sai de sua empresa e manter as contas em dia e consequentemente ter um negócio saudável, como tem de ser.

Como fazer?

O exercício do fluxo de caixa consiste, como dito anteriormente, em contabilizar as movimentações financeiras. Uma planilha é de grande ajuda na hora de realizar esta tarefa.

O fluxo de caixa é, sem dúvidas, uma das ferramentas mais úteis não só para controlar e gerir as finanças empresariais, mas também para tomar decisões de extrema importância para a organização…

Desde a identificação de necessidade de cortes, passando por investimentos e até mesmo realocação de recursos ou redefinição de processos.

Se você não controlar o fluxo de caixa, as chances que seu negócio esteja com os dias contados serão grandes.

A correta gestão do fluxo de caixa, nos permitirá conhecer nossa capacidade de compra e a forma como iremos pagar nossos compromissos financeiros, bem como, o modo como poderemos efetuar nossas vendas (parcelamentos, etc).

Mesmo que sua empresa esteja em um estágio inicial, já pode colocar na sua rotina o fluxo de caixa.

Sendo assim, importante frisar que será necessário separar os saldos inicias de seu caixa e de suas contas-correntes e também daquelas aplicações de curto prazo.

Depois, utilizando um software de gestão, é só registrar esses valores, bem como as entradas que serão representadas pelos recebimentos em sua empresa, valores referentes a clientes e outras receitas, e também as saídas — representadas pelo pagamento de salários, contas, fornecedores, entre outros desembolsos.

Após comparar os saldos iniciais com todas as suas entradas e saídas, você verá que o fluxo de caixa apresentará os recursos disponíveis em um determinado período e que podem ser utilizados de acordo com as suas necessidades.

E as possibilidades do fluxo de caixa não para por aí, já que se trata de uma ferramenta financeira, poderá ser utilizada de várias formas na gestão de sua empresa.

Uma dessas possibilidades é criar um fluxo de caixa projetado, que poderá lhe dar uma boa noção de suas finanças no futuro, permitindo conhecer antecipadamente as entradas e desembolsos que serão feitos em um determinado período.

Vale ou não vale à pena conhecer essa poderosa ferramenta?

Confira mais algumas dicas que podem ajudá-lo(a) a gerir ainda melhor o seu fluxo de caixa:

Realize previsões realistas que contemplem todos os seus custos.

Um bom fluxo de caixa deve considerar o fato de que alguns clientes infelizmente não pagarão na data do vencimento ou até mesmo que alguns não efetuarão o pagamento (sad but true), exigindo a necessidade da aplicação de um percentual de perdas sobre as entradas.;

Emita as faturas assim que uma venda for efetivada.

Seja claro com seus clientes quanto às formas e condições de pagamento.

Estabeleça uma rotina de cobrança e recebimento, incluindo uma programação de lembretes para clientes com pagamentos pendentes;

Crie incentivos para que o cliente pague mais rápido.

Pode-se reduzir significativamente o tempo de espera do pagamento oferecendo desconto para pagamento antecipado;

Fique de olho nas vendas parceladas.

Acredite, muitos empreendedores registram no fluxo de caixa o total da venda no momento em que ela é realizada, em vez de lançar cada parcela a cada mês.

Isso pode criar discrepâncias no seu caixa. Para evitar esse problema, apenas lance pagamentos já realizados, e não vendas. Se você vendeu a prazo, lance cada parcela no mês em que ela for quitada;

Planeje o longo prazo, mas não descuide do curto.

É possível fazer uma projeção média para todo o ano, dessa forma você pode avaliar diferentes cenários e se preparar para eventuais adversidades.

Estipule seus gastos e ganhos também no plano mensal.

No final do mês compare o que você planejou com o fluxo real e assim será possível saber quais foram os gastos inesperados e como fazer para evitá-los.

Assegure-se de ter uma boa linha de crédito com seu banco.

É necessário tê-la negociada antes que seja necessária, já que se vier a ser solicitada em um momento de extremo desespero, será mais complicada sua obtenção, bem como, as condições para o seu fornecimento não serão as melhores.

Se for necessário, negocie prazos com seus fornecedores e parceiros.

Não tenha receio em negociar condições de pagamento com seus fornecedores. Isso ajuda a retardar a saída de caixa e pode ser favorável para a saúde financeira da sua empresa.

Embora muitos fornecedores exijam receber em 20 ou 30 dias, acredite, alguns estarão dispostos a negociar um prazo maior, especialmente se você for um cliente confiável e frequente.

Caso a coisa aperte muito converse diretamente com as concessionárias (água, luz, etc) , elas podem oferecer uma extensão do prazo para quitar a dívida.

Se um pagamento só vence em 25 dias, faça uso do prazo inteiro, em vez de pagar em 10.

Fique atento(a) ao estoque.

Estoque bem controlado ajuda a mostrar quanto e quando comprar para suprir seu contingente de produtos. Sendo assim, ao promover esse controle, você saberá como acrescentar investimentos e gastos no seu fluxo de caixa.

Utilize a tecnologia a seu favor.

Verdade seja dita: é totalmente possível fazer o fluxo de caixa em uma planilha Excel, mas as chances de vir a se perder em meio a tantas planilhas são grandes.

E além do mais, seu dia a dia já é extremamente cheio e tudo o que você precisa é de algo que facilite sua vida e lhe permita ficar focado no que realmente interessa, a sua empresa!

Por isso é importante fazer uso do que há de mais moderno em software de gestão.

O NxFácil é um sistema totalmente online especializado que não só torna o controle muito mais simples, como também facilita e ajuda na hora de analisar a situação da empresa.

Além disso, tudo fica salvo online, de forma segura, e as atualizações são feitas de maneira sincronizada com outros setores de gastos.

Otimize o seu dia a dia com o que há de melhor em software de gestão. Alavanque seu negócio já!

Bruna Klaumann