Para qualquer empresa, a gestão eficiente do estoque é de suma importância para o negócio, muitas decisões da gestão administrativa da empresa com certeza passam pelo gerenciamento de estoque.

E em uma boa gestão de estoque, é necessário ter algumas práticas que, além de facilitarem o controle, possibilitarão uma melhor dinâmica na sua empresa e um crescimento acelerado.

Afinal, a demanda por determinados bens e produtos específicos nem sempre é a mesma durante o ano todo e um estoque bem planejado permitirá que uma empresa cumpra as exigências – e todos sabemos que a chave para aumentar a receita é o atendimento integral da demanda.

E fazer com que o controle de estoque seja otimizado é uma tarefa que todos os empresários e gestores devem ter em mente, pois as vantagens vão muito além de simplesmente manter os itens bem organizados em um espaço separado.

É preciso ter em mente que o estoque de sua empresa faz parte do patrimônio dela e precisa ser visto também como um custo pra manter o negócio girando.

Por essas e outras é que fazer o controle de estoque é fundamental, independente de qual seja o seu ramo de negócio.

O controle de estoque otimizado permite que o setor de compras tenha informações precisas sobre o volume de compras de cada item e sua frequência, além de permitir que o gestor tenha um bom conhecimento sobre a sazonalidade de itens, quais deles estão obsoletos e quais representam boas oportunidades de vendas.

Verdade que o controle de estoque pode ser feito de muitas maneiras diferentes; desde anotações em cadernos, planilhas ou através de um sistema de gestão empresarial, que cá para nós é muito mais prático, pois, oferece muitas vantagens em comparação com planilhas e fichas de controle manual, porque abre espaço para a automação do inventário de estoque.

Os sistemas de controle de estoque, quando são bem operacionalizados, viabilizam a produção, agilizam as entregas, diminuem os custos de fabricação e evitam erros.

Para lhe ajudar na gestão do estoque de sua empresa, separamos algumas dicas simples e práticas. Confira:

Um pouquinho de organização não faz mal a ninguém

É quase chover no molhado falar sobre isso, mas acredite é importante frisar que é necessário saber o que se tem e as quantidades de cada produto, bem como, manter o fluxo de estoque atualizado, com as entradas e saídas, com datas específicas.

Esse controle ajudará a prevenir erros posteriores e é o início de uma política de gestão de estoque.

Uma dica bacana é caso seja possível em sua organização; centralizar o inventário de estoque em um único colaborador ou equipe responsável especificamente por essa tarefa.

Planeje sua demanda acertadamente

O planejamento adequado da demanda esperada é um dado muito importante que você deve ter em conta para evitar a falta ou o excesso de mercadorias.

Ambas as situações representam um custo extra importante que causará impacto nas operações e no lucro da organização.

Para acertar a estimativa da demanda é fundamental que se leve a registro a rotatividade que os diferentes produtos ofertados por sua empresa apresentam, bem como, se há uma sazonalidade relacionada, se é que isso influi no giro de seu negócio.

Com essas informações em mãos seu prognóstico poderá ser mais certeiro.

Classifique sem medo

Um erro muito comum que se pode cometer na gestão de controle de inventário de estoque é tratar todos os produtos como se fossem apenas um.

É de extrema importância que as mercadorias sejam classificadas em pelo menos 3 categorias, às quais será possível ter uma melhor visão acerca do tipo de produto que sua empresa conta e a maneira que se deve administrar cada um deles.

Uma maneira muito prática de categorizá-los é tomando como base a rotatividade que tem, ou seja, se são produtos que possuem mais demanda ou ao contrário, sua demanda é baixa.

Isso permitirá juntar informações que servirão para planejar melhor sua compra ou produção e evitar alguns problemas.

Implemente uma política de inventários

Para ter um controle mais estrito e otimizado do inventário de estoque, é fundamental que sua empresa conte com uma política definida.

O objetivo dessa prática é que tenha uma orientação acerca de como deve estar constituído o inventário, por exemplo:

  • Nível de produto esgotado que sempre se deve ter.
  • Classificação correta de cada tipo de mercadoria e sua rotatividade.
  • Periodicidade de realização dos pedidos.
  • Auditorias e revisões periódicas.

 Essa política de inventários serve principalmente para deixar a pessoa ou equipe responsável por essa tarefa alinhada e melhorará a comunicação entre áreas.

Faça parceria com seus fornecedores estratégicos

Os fornecedores são sócios do seu negócio e podem ajudá-lo(a) a facilitar a gestão do estoque, por isso é imprescindível estabelecer uma boa parceria com eles, especialmente os mais estratégicos.

Para alcançar essa sinergia é importante analisar sua cadeia de fornecedores e conhecer quais são os que tem mais impacto sobre o seu inventário e também sobre as operações da empresa.

Assim como a disponibilidade, para que dessa maneira, sua organização possa planejar bem as ações em épocas de normalidade e em situações extraordinárias, caso se apresentem e isso não afete seu negócio e nem as atividades de seu fornecedor.

Perdas e danos? Reduza ao máximo

Uma boa gestão de estoque envolve também ter colaboradores treinados, isso aumenta as chances de que não haja muitas perdas e danos dos produtos.

Um produto com data de validade vencida, por exemplo, pode representar uma perda dupla, tanto da aquisição quanto da venda.

Por isso no caso de estabelecimentos que lidem com produtos perecíveis, é interessante estabelecer uma margem aceitável de perdas e danos e melhor; fazer o possível para manter-se nela.

Compre batom: promova os produtos parados

Triste, mas verdade: algumas vezes produtos encalham.

Mesmo a melhor das gestões de estoque não consegue evitar isso, mas ao invés de um problema, deve-se encarar como uma oportunidade!

Você não leu errado, encare como uma chance de ser mais criativo e promovê-los e aí vale de tudo: venda-os mais baratos, faça-os circular.

Isso ajuda na construção da sua marca e permite abrir espaço para produtos mais valorizados.

Automatize seus processos

Convenhamos, para que manter uma gestão de estoque com meios manuais ou obsoletos, que tomam tempo e tem um custo alto, se você pode automatizar os processos, tornando-os muito mais simples e menos morosos?

Por isso, utilizar um software de gestão pode ser o pulo do gato para a administração de sua empresa!

O NxFácil, por exemplo, permite que você tenha seu estoque organizado, de uma forma simples, organizada e em comunicação com os demais setores de sua companhia.

Lembre-se, uma gestão de estoque organizada, prática, dinâmica e otimizada, além de contribuir para reduzir as perdas da sua empresa, também é uma forma de garantir um serviço de qualidade e referência.

Por isso, não perca mais tempo, teste hoje mesmo e descubra o que um software de gestão moderno pode fazer pelo seu negócio!

Marketing Nxfácil