Agda Oliver sem duvidas tem sua história muito comentada. Ela foi pioneira no processo de criar uma mecânica voltada para mulheres, onde o ambiente é convidativo e aconchegante, um ambiente em que as mulheres não irão se sentir enganadas, onde em suas prateleiras se misturam esmaltes, maquiagens e óleos para motor.

Agda logo quando comprou o seu primeiro carro, estava muito feliz em apenas colocar gasolina e andar por aí, até que um amigo de Agda o indicou para ir em um mecânico e fazer uma revisão. Ao chegar no mecânico Agda foi mal atendida e não a deixaram acompanhar o processo de manutenção do carro uma hora e meia depois e 700 reais a menos se foram.

Agda então voltou para o seu trabalho e mostrou para os seus amigos a nota da mecânica, onde foi avisada que colocaram na nota trocas de peças que nem existiam em seu carro.

Agda se sentindo enganada estudou a situação e viu aí uma chance de empreendedorismo, ela queria montar a sua própria mecânica voltada para o publico feminino, para que mais nenhuma mulher fosse enganada e que se sentisse mal ao querer ir na mecânica.

Largou o seu emprego como bancária e começou a estudar os mais diversivos temas, como empreendedorismo, fluxo de caixa, DRE além de é claro mecânica.

Em 2012, conseguiu comprar uma oficina mecânica já pronta na Ceilândia, cidade satélite do DF, que estava há algum tempo sem clientes. “Quando eu entrei era um lugar totalmente masculino, fiquei com receio de mudar e colocar logo uma coisa mais feminina, então fui fazendo aos poucos. Fiz um banco de dados e comecei a fidelizar os clientes”.

Ela manteve também o nome fantasia “Meu Mecânico”, porque acredita que é “uma expressão que tá na boca do povo”. Mas toda a identidade visual é padronizada com uma identidade feminina.

Na recepção, esmaltes e maquiagens estão à venda, e se misturam com embalagens de óleo e outras ferramentas para carros nas prateleiras. Sofás, inclusive uma poltrona em formato de salto alto, e banheiro cheiroso garantem o conforto pra clientela, que atualmente é composta em mais de 70% por mulheres.

Hoje em dia Magda, cuida da parte administrativa da empresa, mas quando se trata em injeção eletrônica ela ainda coloca a mão na massa.

Com o empreendimento crescendo e ganhando novos clientes a cada dia, Agda desenvolveu o projeto Terça Para Mulheres (TPM). Nesse dia da semana, enquanto o carro é revisado, as clientes seguem para um salão de beleza próximo ao estabelecimento e têm direito a sessões de depilação, tratamento de cabelo e até a uma semana grátis em uma rede de academias de ginástica da cidade, além de tratamento de pele em domicílio.

Agda também promove palestras e workshops de mecânica básica para mulheres, o que para ela é uma forma de conquistar um novo público, além de tentar mudar toda uma cultura em relação aos cuidados com o carro.

A empresa dela deu tão certo que em 2013 ela ganhou um concurso no Sebrae e o prêmio foi uma viagem para a Alemanha onde conheceu oficinas e lojas de venda de carros voltadas para o público feminino.

5000388

Marketing