Pense rápido, na hora de tirar do papel aquela super ideia de modelo de negócios que você está pensando há tempos o que parece mais interessante: fazer estudos de mercado buscando segmentos específicos ou como os personagens infantis Pink e Cérebro tentar dominar o mundo?

Se você é daqueles que vai na primeira opção (embora a segunda seja tentadora), precisamos falar sobre análise de mercado para startups que ainda estão em fase de planejamento.

As startups (um grupo de pessoas à procura de um modelo de negócios repetível e escalável, trabalhando em condições de extrema incerteza) representam um novo fôlego para o mercado, mas, em meio à situação econômica complicada que o país atravessa, precisam escolher bem os nichos que vão apostar.

Por isso acompanhe com a gente um passo a passo de um processo de análise de mercado para startups.

O objetivo da realização desse estudo de mercado é justamente encontrar e definir bem o nicho ideal para a atuação da empresa nascente; algo imprescindível, já que ter um público bem definido é crucial para criar estratégias de marketing bem estruturadas.

Afinal, são elas que irão definir o seu posicionamento, o público que deverá ser atingido, como, quando e onde.

Esta é a lista que lhe ajudará a descobrir o seu cliente ideal e a entender o seu mercado alvo.

Dados demográficos de seus clientes

  1. Idade
  2. Gênero
  3. Localização
  4. Receita
  5. Nível Educacional
  6. Estado civil
  7. Ocupação/Profissão

Interesses e comportamentos de seu cliente

  1. Passatempos
  2. Estilo de vida
  3. Interesses
  4. Comportamento
  5. Personalidade tipo
  6. Situação financeira

Após a coleta de dados, é hora de analisar. Para isso, pergunte a si mesmo as seguintes questões:

  • Qual o tamanho do meu mercado? Há um grande potencial de consumo nesse mercado almejado?
  • Meu público alvo pode realmente se beneficiar com os produtos ou serviços que ofereço?
  • Os produtos ou serviços que ofereço são acessíveis para o meu público?
  • Qual minha proposta de valor para esses consumidores?
  • Qual a saturação do mercado, o número de concorrentes, precificação, a proposta valor de cada um deles?

O objetivo desse exercício é validar se o seu nicho é rentável: se há público suficiente e se realmente se interessarão em pagar por algo que você lhes ofereça.

Há 2 características críticas que podem indicar um nicho de mercado realmente bom:

  1. Um nicho de mercado com potencial para ter um grande problema e que precisa de uma solução urgente.
  2. Um nicho de mercado onde há muita paixão.

Por que essas características são chaves?

Um usuário na internet que tem um problema grande para resolver geralmente busca soluções desesperadas.

E se sua startup pode proporcionar-lhes uma solução de forma quase imediata e de modo eficaz, isso significa que você escolheu um mercado de atuação cheio de grandes possibilidades.

Por exemplo: soluções para problemas de saúde, soluções que resolvam problemas legais entre empresas e consumidores, soluções para gestão financeira (seja pessoal, seja empresarial) transporte, logística, etc.

Para a segunda característica de mercado, nichos de paixão, o mais provável é que o usuário queira gastar seu dinheiro serviços e produtos que o façam sentir-se bem.

Philip Kotler em seu livro Princípios de Marketing postula a frase: “Não haverá mercado para os produtos que todo mundo gosta pouco, somente para produtos que alguém gosta muito”.

No concorrido mercado de aplicativos não existe maior verdade do que esta, não é mesmo?

Grandes exemplos disso são os aplicativos de entretenimento Spotify, NetFlix, no setor de viagens temos o AirBnb, entre outros.

Mas para validar 100% da efetividade de seu nicho, é preciso ter certeza de que o tamanho do mercado e da demanda é bom, que vale o investimento.

Fatores a levar em conta na hora de escolher seu nicho

  • Busque as maiores “paixões” ou as maiores “dores”de seu nicho ou setor.
  • Certifique-se de que o nicho é rentável no longo prazo, para determinar sua viabilidade.

Talvez, você se encontre na seguinte situação: seu nicho de mercado é muito bom, porém, você não possui conhecimentos acerca do setor; não é um expert, mas enxergou ali uma boa oportunidade de negócio.

Não se bloqueie com isso: Se você realmente chegou à conclusão que há um grande potencial nesse nicho de mercado, porém, possui grande dificuldade em se comunicar com o público, justamente porque não é um especialista, não tem problema.

Recorra a entendidos do mercado, profissionais de comunicação, etc, para que lhe assessorem na criação de conteúdos com sua clientela.

O dinheiro é sim importante.

Se o mercado almejado é realmente rentável e se você possui um mínimo de conhecimento acerca de como gerenciar, administrar, levar uma empresa adiante, delegue tarefas que requeiram um conhecimento mais profundo.

No caso oposto, se você é um apaixonado pelo nicho mas esse não é rentável o suficiente, esqueça-o! O mais provável é que a paixão morra com o tempo se o dinheiro não flui.

Obviamente a situação ideal é começar em um mercado sobre o qual se tenha algum conhecimento e que de preferência seja viável.

A combinação entre paixão e dinheiro geralmente é exitosa, utilize seus gostos pessoais para pensar qual negócio você poderia criar ou aperfeiçoar.

Tendo em vista sua afinidade pela área, suas experiências, conhecimento e soluções poderão ser bastante interessantes.

Caso isso não seja aplicável (leia-se rentável, realista), procure saber o que as pessoas querem, o que elas precisam e pelo que elas se interessam.

Lembre-se de não misturar tudo, afinal, temos que focar em pequenos nichos!

Estude por perfis e defina esses três pontos pela fórmula: O quê + Quem + Demanda = Potencial Nicho de Mercado Lucrativo.

Pra finalizar, segundo Philip Kotler, nicho é um grupo mais restrito, normalmente identificado pela divisão de um segmento em subsegmentos.

Exemplo (nicho): famílias brasileiras de classe A e B com filhos em fase de alfabetização, optantes pelo chamado homeschooling e que pretendem educar seus filhos em casa.

Para esse exemplo, vamos dizer que estamos produzindo um aplicativo voltado exclusivamente para a prática do homeschooling. Como este é um subsegmento, ele é um nicho.

Dessa forma, não precisaremos investir tanto em marketing para atingir esse nicho, pois os segmentos são grandes e normalmente atraem vários concorrentes, nichos são menores e normalmente atraem poucos concorrentes.

Essas são só algumas dicas para que você possa dar vida à sua ideia de negócio focando em uma demanda específica.

Bruna Klaumann