Basicamente, o modelo de negócio de uma empresa é a forma como ela atua e como sustenta vantagens competitivas de forma lucrativa.

Tempos difíceis podem exigir medidas extremas, é importante ficar atento aos cenários de mercado, pois até mesmo um modelo de negócios empresarial precisa ser revisto e alterado.

Se o mercado está saturado e o faturamento vem caindo vertiginosamente mês após mês, talvez esteja mais do que na hora de rever o modelo de negócio de sua empresa.

Mas afinal de contas, como saber quando se deve mudar o modelo de negócio da sua empresa? Qual seria o melhor momento para fazer isso? Você deve estar se perguntando, não é mesmo?

É o que pretendemos te mostrar neste artigo, queremos apontar caminhos para tornar essa decisão mais fácil. Acompanhe:

Pergunta que não quer calar: seu modelo de negócio está saturado?

Estar preso a um modelo de negócios que já não traz mais os mesmos resultados de outrora, pode ser um problema.

Se mesmo com todos os esforços de marketing e vendas sua empresa apresenta quedas contínuas da margem operacional mesmo com aumento dos investimentos, queda ou estabilização das receitas, entre outros sinais, é hora de repensar seu negócio.

A verdade é que quando nada muda, a empresa continua fazendo tudo do mesmo jeito há anos, não atualiza seus serviços, seus produtos, sua comunicação, negocia sempre com os mesmos clientes, compra só dos mesmos fornecedores de sempre e adota sempre as mesmas práticas, a tendência é a estagnação, o declínio.

Isso sem contar com a entrada de novos players, que eventualmente surgem com uma proposta de valor muito melhor que a sua, o que contribui (e muito) para a redução do seu faturamento.

A palavra para resumir tudo isso é: zona de conforto!

E se você está na zona de conforto, é grande a possibilidade de seu modelo de negócio estar saturado, quando isso acontece, na melhor das hipóteses, você manterá um faturamento estável, ou seja, você não cresce, mas apenas mantém o que já tem.

Já na pior das hipóteses… Não queira pagar pra ver…

Então como alterar o modelo de negócio?

A revisão do modelo de negócio começa com as reflexões mais básicas: desde a missão (o propósito da empresa existir) e a visão (onde a empresa quer chegar em um horizonte definido de tempo).

Se estiver avaliando a possibilidade de alterar seu modelo de negócio, veja quais são as principais ações a adotar.

Toque o dedo na ferida, realize um diagnóstico empresarial.

Apenas estar desmotivado com a atual atividade não é justificativa suficiente para mudar o modelo de negócios, embora seja também um indicador de que algo não está bem.

É preciso muito mais do que um simples sentimento ou intuição para seguir em frente nesse propósito é preciso uma análise racional, devidamente embasada.

Por isso que um diagnóstico empresarial é o começo de tudo, você precisa friamente olhar para a própria empresa, seus produtos, serviços, para o mercado, para sua clientela e seus concorrentes.

Uma ótima ferramenta para identificar se o modelo de negócio está saturado é a boa e velha Análise SWOT, que se baseia na avaliação de forças e fraquezas presentes, oportunidades e ameaças futuras.

Outra opção interessante, especialmente para quem vende produtos é criar um plano de ação com a ferramenta 5W2H, que pode ajudar a determinar se aquilo que oferece ao mercado ainda tem ou não potencial de consumo.

Pode-se ainda, fazer uma análise do cenário atual e futuro do seu mercado, considerando a concorrência (Análise de 5 Forças de Porter – Concorrentes atuais, concorrentes substitutos, força dos clientes, novos entrantes e força dos fornecedores), das forças de mercado (Análise PEST – Impactos da Política, Economia, Sociedade e Tecnologias no seu negócio) e das tendências de mercado (como a necessidade atendida atualmente pela empresa irá evoluir nos próximos anos).

E há ainda outros, para todos os gostos, instrumentos não faltam para confirmar ou descartar a hipótese de um modelo de negócio saturado.

Identifique as competências de seu negócio.

Qual é a proposta de valor de sua empresa? O que sua empresa faz de diferente dos seus concorrentes? No que ela se sobressai?

Identificar competências e reorganizá-las de acordo com as necessidades de mercado são ações essenciais para todos que desejam perpetuar sua companhia.

De modo algum isso significa que você tenha de abandonar o seu plano de negócios, perder o foco ou não saber qual modelo seguir, não.

Novamente: o que é necessário executar é uma análise mais profunda daquilo que gera ou destrói riquezas em seu ramo.

Realize um mapeamento claro do maior número de informações possíveis das variáveis — legislação, hábitos de consumo, tecnologia, matéria-prima, entre outros — que influenciam a sua atividade comercial.

Navegar é preciso, viver não é preciso: se for o caso, arrisque-se

Uma vez constatada a hipótese de que realmente você precisa rever o seu modelo de negócios, é preciso respirar fundo, estufar o peito e sair da zona de conforto, pois é ela que o mantém preso a um negócio que é praticamente uma morte anunciada.

Para isso, não há outro caminho senão ousar, testar e explorar o novo, buscar opiniões diferentes em lugares não tentados antes e, sobretudo, permitir-se experimentar o risco.

Goste ou não é assim que as coisas são, mas sempre existe a possibilidade de você se conformar com a estagnação, ou até mesmo acreditar que se trata de uma “marolinha”, que a situação se reverterá com o tempo.

Lembra da Kodak e da Fujifilm? Ambas trabalhavam com rolos de filmes fotográficos.

Com o surgimento das câmeras digitais, quem não buscou um novo modelo de negócio se perdeu no mercado, a primeira, por não ter tido uma visão estratégica do futuro, pediu concordata em 2012.

Já a segunda, aproveitou sua expertise na área química e entrou para o ramo de cosméticos e saúde. Percebeu que a diferença de perspectivas fez toda a diferença?

Procure conhecer e se debruce sobre as melhores ferramentas para desenvolver seu modelo de negócio.

Atualize-se, pois a maneira como os empreendedores planejam sua empresa hoje pode não ser a mesma que você utilizou há alguns anos.

Dê uma olhada no kit de ferramentas sobre modelo de negócio publicado pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), dentre outras, você encontra ali o famoso Business Model Canvas.

Nas próprias lojas de aplicativos é possível encontrar uma série de ferramentas que podem ajudá-lo a remodelar o seu negócio.

Se puder, também é muito válido contar com o apoio de consultores, assessorias ou outros especialistas no assunto.

Para finalizar…

A capacidade de se reinventar é também uma marca entre as empresas vencedoras, que o digam BIC, Xerox, IBM, entre outras.

Não desanime, rever o modelo de negócio pode ser necessário mesmo para quem é pequeno ou tem pouco tempo de mercado.

Afinal, muitos são os fatores podem afetar a sua competitividade, o importante é estar disposto a fazer de tudo para que seu negócio prospere e deixe seu legado no mercado.

 

Marketing Nxfácil