Quem não conhece o nosso querido e amado apresentador Silvio Santos, muito conhecido por seu programa de televisão, e seu carisma e  jeito único de ser. Mas o que muitos não sabem é que antes de virar o dono do “baú” todo, ele era um simples vendedor ambulante de mercadorias. Por trás do sorriso que alegra as tardes de domingo de milhões de brasileiros está um dos mais talentosos e brilhantes empreendedores da história do país, que soube, como explorar o potencial da economia e dos meios de comunicação de massa para criar um império empresarial que vai muito além do SBT.

A famosa Frase “Quem quer dinheiro” não veio com tanta facilidade na vida de Silvio ele teve que lutar muito para conseguir.

Então vamos separar para você, algumas dicas de empreendedorismo do Silvio Santos.

1- Silvio Santos nunca se deixou abalar:
Em uma apresentação simples de aniversário de 30 anos do SBT, Silvio Santos conta que nunca se deixou abalar, nem com comentários positivos nem com negativos e que é importante se manter com os pés no chão, e não se preocupar muito em qual posição seus negócios estão, não ficar pensando que a sua empresa é pequena comparada com outra de grande porte ou ficar se gabando que a sua empresa está melhor que a concorrente. E sim, se preocupar com inovação e  em métodos para fazer com que ela cresça saudavelmente.

2-Aproveitar as possibilidades:
Quando o mercado abre uma oportunidade, é preciso saber agarrá-la e aproveitar ao máximo as possibilidades. Ás vezes, arriscar-se em uma nova chance pode abrir muitos caminhos e trazer um retorno inesperado para você.

Foi assim que Silvio fez, ainda muito jovem. Na época em que trabalhava em uma rádio de Niterói e atravessava a Guanabara de barca todos os dias, o empreendedor Silvio abriu os olhos e  viu ali tinha uma oportunidade de crescimento. Iniciou, ali mesmo na barca, um serviço de som no transporte, tocando músicas e fazendo um serviço de animar a passagem e é claro vendendo alguns produtos e logo os seus negócios se expandiram para outras barcas.

3- Estar sempre olhando para o futuro:
Embora Silvio Santos já estivesse conseguindo se virar bem no Rio de Janeiro, ele resolveu mudar de cenário e arriscar-se em São Paulo. E foi nesse ponto que sua carreira deu uma guinada. A mudança de cidade acarretou nos primeiros passos para o Baú da Felicidade e sua entrada na televisão.

Aventurar-se e seguir por caminhos incertos não é uma decisão fácil de ser tomada. Mas o risco pode valer a pena e fazer toda a diferença no futuro de um empreendimento.

4- Ser visionário.
Quem quer chegar longe deve também enxergar longe. No inicio de qualquer empreendimento, a visão de futuro e de mercado é, em grande parte, o que vai dar o tom do potencial do negócio.

Com essa dica visionária, Silvio Santos assumiu o Baú da Felicidade e transformou-o em um negócio muito maior do que era no princípio que ele assumiu.O Baú tornou-se distribuidor de várias mercadorias e acabou gerando novas empresas para dar conta da demanda.

Da mesma forma, após tornar-se apresentador de seu primeiro programa de TV, Silvio começou a pensar em ter sua própria emissora. Não muito tempo depois, ele conseguiu fundar o Sistema Brasileiro de Televisão (SBT), um dos canais mais populares do país.

5- Não desistir diante de obstáculos
Depois de anos de sucesso como empresario e apresentador, o ano de 2010 veio com dificuldades nos negócios de Silvio Santos. Com uma dívida de mais de 4 bilhões de reais no Grupo Silvio Santos, o empresário lançou mão de todas as estratégias a seu alcance para dar a volta por cima, acabou empenhorando uma parte de seus outros négocios e teve a brilhante ideia de investir de verdade na sua empresa de cosméticosa  a Jequiti. A ação mostrou-se  tão bem-sucedida que em 2014, a Jequiti cresceu e se tornou responsável por cerca de 20% de todo o faturamento do grupo o que era muito.

Este é um bom exemplo de que com replanejamento, alinhamento de estratégias e investimento é possível superar desafios que surgem no caminho empresarial. Diante de um obstáculo, a palavra-chave deve ser perseverança.

6-Lutar pelo que quer:
Silvio Santos deu o seguinte discurso em seu programa:

“Eu trabalhei bastante, e fui obtendo com a graça de Deus e com a colaboração de pessoas competentes muito sucesso em minha vida. Claro que não foi fácil, podem ter certeza disso. Várias vezes eu precisei deixar de desfrutar do convívio com minha família pois estava envolvido em projetos que dependiam da minha participação ativa e constante. Podem acreditar que não foi fácil, é quase uma vida de louco. Muitas coisas eu deixei de fazer, muitas horas de lazer eu perdi em nome do compromisso, em noma da responsabilidade e em nome dos outros. E valeu a pena sabe, eu não tive medo de correr riscos, e isso hoje me dá muita autoconfiança. Porque a experiência da minha vida me mostrou que é possível fazer qualquer coisa desde que nós estejamos dispostos a trabalhar.”

Então com isso podemos tirar a lição que, mesmo que seja difícil, exaustivo e tire as suas horas de lazer, tem que ser feito. Não podemos desistir do que a gente quer apenas por não ter tempo para descansar. Temos que lutar exaustivamente se um dia queremos ter um resultado super positivo no âmbito profissional.

7– Preparar a sua sucessão:
Há vários anos, Silvio vem preparando as filhas para assumirem seu lugar, seja na frente das câmeras ou nos bastidores.

A caçula, Renata Abravanel, está sendo preparada para ocupar o lugar do pai nos negócios e foi anunciada oficialmente desde 2013 como sua substituta no comando do Grupo Silvio Santos.

Já Patrícia Abravanel foi escolhida para assumir a carreira de apresentadora, enquanto Daniela Beyruti cuida da direção artística do SBT. Silvia Abravanel, que já atuava nos bastidores da emissora, também emplacou, recentemente, na carreira de apresentadora.

Empreendedores de sucesso sabem que o momento da sucessão é crucial para a sobrevivência futura do negócio, e não deixam a tarefa para depois.

8- O melhor nas pessoas:
Ele ensina ainda que é importante sempre enxergar o potencial nas pessoas, pois dias ruins todos temos e vamos ter e errar é humano  e em nossa sociedade os erros contam mais que os acertos.

Bruna Klaumann